Papo sério

A importância de ser grato

November 12, 2009
Hoje eu acordei me sentindo dominada por um forte sentimento de gratidão por tudo que eu tenho, pelas pessoas que eu amo estarem vivas e com saúde, pela minha vida, enfim. Saúde privada nos EUA é um negócio caríssimo e eu me sinto felizarda não apenas por ter um seguro de saúde, mas por ter um que é muito bom. Meu seguro custeia grande parte dos medicamentos que eu uso e eu não pago nada pelos exames de sangue periódicos que o psiquiatra pede. Como não ser grata por isso?

Conheço uma pessoa que ficou 4 anos sem visitar a família no Brasil porque não tinha dinheiro para as passagens. Conheço outra que sofre de síndrome do pânico e não tem condições de bancar um tratamento adequado. A maioria dos idosos brasileiros sobrevive apenas da aposentaria do governo e não pode pagar um plano de saúde, justamente naquela fase da vida em que mais precisa de médicos e remédios. Um amiga da minha mãe vem lutando há anos contra um câncer de mama e agora enfrenta metástase óssea. Parece que a quimoterapia não está surtindo muito efeito.

Tudo isso para dizer que acho que devíamos aprender a nos colocar no lugar dos outros e ver que por piores que sejam nossos problemas, por mais difíceis que sejam os dilemas que temos de enfrentar, ainda há algo pelo que viver, pelo que lutar, pelo que agradecer. Porque há pessoas sofrendo mais do que nós e enfrentando dilemas muito mais difíceis. E mesmo essas devem ter algo em suas vidas pelo que agradecer. Porque sempre há, mesmo quando em nosso desespero temos dificuldade de enxergar isso.

You Might Also Like

  • Vanessa Phoenix November 12, 2009 at 11:48 PM

    Aii Eli estou com lagrimas nos olhos , realmente voce tem muitas razaoes para ser grata por tudo gracas a Deus todas as sua necessidades estao sendo supridas e principalmente voce esta podendo se tratar sem ter que gastar rios de dinheiro. Nossa fico feliz em saber que voce esta sendo bem amparada pelo seu plano de saude e que tudo esta indo bem por ai :).
    Quando eu li sobre a menina que so podia gastar 35 dolares e outra que ficou 4 anos sem ir ao Brazil nossa deu ma uma dor no coracao e me fez refletir que essas coisas podem sim acontecer aqui nos EUA ,quando estamos la no Brasil pensamos que essas coisas nao acontecem aqui por aqui e a " Terra da oportunidade ".
    Mas eu desejo do fundo do meu coracao nao ter que passar por isso sabe ? eu nao sei como seria minha reacao fico triste so de imaginar ….
    Bjs

  • Cadinho RoCo November 13, 2009 at 12:05 AM

    É sempre bom lembrarmos de agradecer pelo que nos é concedido ao invés de mantermos pensamento atolado no que ambicionamos até pela via da ganância.
    Cadinho RoCo

  • Loliveira November 13, 2009 at 12:14 AM

    Já dizia o autor grego Esopo: "A gratidão é a virtude das almas nobres".

    E eu ainda acrescento, que é através dela que conseguimos sentir o sabor da vida!
    Bjs

  • Anonymous November 13, 2009 at 11:01 AM

    Eliane, lindo esse post! Quando não somos gratos ficamos focados no que não tivemos, no que não temos e achamos que nunca temos o suficiente. Adorei! Bom fim de semana! Cintia

  • Dri MIller November 13, 2009 at 1:07 PM

    Sabe que ontem a noite eu pensei exatamente o mesmo?!
    Sai tarde do trabalho depois de um zilhao de reunioes e e-mails mau educados, numa chuva horrorosa que me deixou toda molhada e morrendo de frio, completamente doida por causa dos treinos pra maratona e morrendo de raiva de tudo.

    Ai do nada, enquanto esperava pra atravessar a rua pensei que na verdade sou eh muito feliz e muito sortuda, mesmo quando tudo parece estar caindo pela culatra.
    Tenho um emprego que adoro e que me paga bem, tenho um marido maravilhoso, uma casa que eh pequena e nao eh minha, mas tem tudo que preciso, uma familia saudavel, amigos maravilhosos, oportunidades mil, tenho acesso a tudo que gosto etc, etc.

    Cheguei em casa dando pulinhos de felicidade e repetindo pro meu marido de como eu era feliz e estava feliz naquele momento (mesmo com a cara de maluca todo encharcada e batendo queixo de frio, maquiagem escorrendo pelo rosto, a tv a cabo fora do ar, e depois de ter esquecido de passar no supermercado pra comprar comida!).

    Mas como poderia ser tao mal agredecia a ponto de nao ser grata todos os dias pela vida que tenho e principalmente pelas pessoas que fazem parte da minha vida?!

  • Patrícia November 13, 2009 at 7:01 PM

    Ótimo post, eu estou me sentindo muito ingrata ultimamente, mas quando paro pra pensar, tenho tudo o que preciso, e me sinto envergonhada por alguns pensamentos.
    Bom fim de semana!

  • Bia Mendonça November 13, 2009 at 7:09 PM

    Hoje eu tb estive num dia de super gratidão! Não só por ter tirado um peso das costas com o teste, mas por ter saúde, um teto, comida, a minha família por perto, pelas oportunidades que tenho (que muita gente não tem… Life sucks sometimes, mas mesmo assim ai é mto bom estar vive e com saúde podendo aproveitar!

    Bom final de semana!

    bjs

  • Anathalia November 13, 2009 at 9:26 PM

    De vez em quando a gente entra num ciclo danado de ingratidão e fica difícil de sair se não levar um puxão de orelha. Seu texto é ótimo e vou guardar ele aqui pra ler de novo nesses momentos.

    Beijo grande!

  • Fernanda November 14, 2009 at 6:20 AM

    Seu poste de hoje eh uma injecao de animo. A gente tem que parar de vem em quando e pensar em quantos motivos temos pra sermos gratos! Bom fim de semana!

  • Georgia November 14, 2009 at 11:25 AM

    Exatamente Eliane, essa é a chave para o sentido de felicidade constante: dar gracas por tudo.
    Ficar feliz 24 hs, é claro que ninguém na vida vive assim; por isso, eu escrevi o sentido de felicidade, pois esse conseguimos manter numa constância independente do nosso mau humor. É a tal da consciência feliz que abafamos um pouquinho ou a colocamos de lado para explodirmos algumas vezes e depois voltamos a este estado da felicidade. Espero que me fiz entender, é meio complicado, rs.

    Bjao

  • Luz November 19, 2009 at 3:30 AM

    Falou e disse, Eliane!

    E eu ando acordando ouvindo música banhadas com esse sentimento também… e o mundo caindo, e minhas faturas chegando e o cartão vencendo e com calma, na minha sagrada paz e este sentimento que também é o teu este dia e este sentimento que é meu agora e este sentimento que é de Joaquim, de Maria, de Jonas e de todo o mundo.. eu vou andando, resolvendo tudo e cantando…

    Obrigada por mais esse texto deliciosamente delicioso. Assim mesmo! Beeeeeem redundante.
    E desejo ótima recuperação na cirurgia, viu?

    Luz, aqui da Bahia ainda.
    E o VISTO K1 saindo… rs
    Amo te ler!